Preparação para geração dos blocos K e H

Requisitos

Cadastro de produtos

  • Módulos > Materiais > Itens
  • Localizar o produto desejado
  • Clicar no botão Alterar
  • Acessar a aba Dados fiscais
  • Preencher o campo Bloco K - Tipo item
  • Apenas os tipos: 00, 01, 02, 04 e 10 serão utilizados

Tipo/série da nota fiscal

  • Módulos > Fiscal > Configurações > Tipos de notas fiscais
  • Localizar o tipo/série desejado
  • Clicar no botão Alterar
  • Checar o campo Modelo
  • Apenas os modelos: 0, 1, 2, 3 e 55 serão utilizados
  • Preferencialmente, utilizar o tipo/série Sped - Formulário para ajuste de estoque ao fazer os ajustes no sistema

Custo contábil do produto

  • Módulos > Compras > Lista de preços
  • Localizar a lista padrão de preços para o Sped (informada no cadastro da empresa)
  • Clicar no botão Itens
  • Ajustar os preços dos itens na mesma unidade que o estoque é controlado, ou
  • Módulos > Materiais > Itens
  • Localizar o produto desejado
  • Clicar no botão Alterar
  • Acessar a aba Formação preço de venda
  • Preencher o campo Preço de custo a vista
  • O custo do produto só será utilizado para gerar o bloco H

Consultando informações no sistema

EJR3000 - SPED - Informações para blocos H e K

  • Módulos > Fiscal > Relatórios
  • Localize o relatório EJR3000
  • Informe a data final de apuração
  • Este relatório exibe as mesmas informações que serão utilizadas pelo programa gerador do bloco K e H
  • Os dados são obtidos através de todas as notas fiscais geradas ao longo da histórica da empresa
  • As informações são agrupadas conforme a posse do produto
    • 0 - Indica que o item é de propriedade do informante e que está em sua posse
    • 1 - Indica que o item é de propriedade do informante e que está em posse de terceiro
    • 2 - Indica que o item é de terceiro e está em posse do informante
  • A posse do produto é indicada pela operação fiscal, que já está parametrizada para fazer a distinção
    • Exemplo 1: ao fazer uma nota fiscal de saída de remessa para armazenagem, o estoque do item em posse do informante é baixado e o estoque do item em posse do terceiro é alimentado automaticamente.
    • Exemplo 2: ao fazer uma nota fiscal de entrada de retorno de armazenagem, o estoque do item em posse de terceiro é baixado e o estoque do item em posse do informante é alimentado.
    • Exemplo 3: ao fazer uma nota fiscal de entrada de remessa de armazenagem, o sistema entende que a empresa está armazenando em seu estoque um produto de terceiro e este estoque será baixado quando for gerada uma nota fiscal de saída de retorno de armazenagem.
  • Em outras palavras, o sistema trata as informações do bloco K como uma conta corrente de cada item.

EJR3001 - SPED - Movimentação no período

  • Módulos > Fiscal > Relatórios
  • Localize o relatório EJR3001
  • Informe o período de apuração
  • Este relatório exibe as movimentações que ocorreram no período informado.

EJR3002 - SPED - Consumo por faturamento

  • Módulos > Fiscal > Relatórios
  • Localize o relatório EJR3002
  • Informe o período de apuração
  • Este relatório exibe o consumo de produtos necessários para atender o faturamento de produtos produzidos pela empresa dentro do período informado.

Ajustando as informações do sistema

Para gerar o bloco K pela primeira vez, será necessário fazer um ajuste no sistema. Esse ajuste nada mais é que gerar notas fiscais de entrada e saída, com data anterior ao período apurado.

Essas notas não serão transmitidas, elas servirão apenas para ajustar os dados históricos da empresa, a fim de que o saldo ao final do período fique alinhado com a contabilidade da empresa.

Para fazer o ajuste é necessário gerar o EJR3000 e analisar o que precisará ser ajustado. É recomendado ajustar primeiramente os estoques de terceiros, e por último, o estoque próprio.

O ajuste deverá ser feito com data anterior a data final de apuração e utilizando o tipo/série: SPED - Formulário para ajuste de estoque.

  • 2 - Item de propriedade de terceiros em posse do informante
    • O saldo de estoque de itens de terceiros em posse do informante é alimentado através de notas fiscais de entrada de Remessa (exceto Remessa por conta e ordem) e baixado através de notas fiscais de saída de Retorno
    • Se o saldo apresentado pelo ERJ3000 estiver maior que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de saída, usando alguma operação fiscal de Retorno.
    • Se o saldo apresentado pelo EJR3000 estiver menor que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de entrada, usando alguma operação fiscal de Remessa.
  • 1 - Item de propriedade do informante em posse de terceiros
    • O saldo de estoque de itens de propriedade do informante em posse de terceiros é alimentado através de notas fiscais de saída de Remessa (exceto Remessa por conta e ordem) e baixado através de notas fiscais de entrada de Retorno
    • Exemplo: ao fazer uma nota fiscal de saída de Remessa Para Armazenagem, o estoque 0 (posse do informante) é baixado e o estoque 1 (posse de terceiro) é alimentado. Ao fazer uma nota fiscal de entrada de Retorno de Armazenagem, o estoque 1 (posse de terceiro) é baixado e o estoque 0 (posse do informante) é alimentado com a nota fiscal de Industrialização
    • Se o saldo apresentado pelo ERJ3000 estiver maior que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de entrada, usando alguma operação fiscal de Retorno
    • Se o saldo apresentado pelo EJR3000 estiver menor que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de saída, usando alguma operação fiscal de Remessa
  • 0 - Item de propriedade do informante e em sua posse
    • O saldo de estoque de itens do informante em sua posse é alimentado através de notas fiscais de entrada de Compra e baixado através de notas fiscais de saída Venda
    • Se o saldo apresentado pelo ERJ3000 estiver maior que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de saída de Venda
    • Se o saldo apresentado pelo EJR3000 estiver menor que o real, será necessário gerar uma nota fiscal de entrada de Compra

Facilitadores para ajustar as informações do sistema

Foram criados dois facilitadores no sistema para ajudar nos ajustes das informações: ajuste do estoque contábil pelo estoque físico e ajuste do custo contábil.

Os dois facilitadores são baseados em integração através de arquivo CSV, ou seja, eles poderão ser editados no Excel antes de serem processados no sistema.

O operador deverá escolher um dos facilitadores e seguir os seguintes passos para ajustar a informação:

  • Primeira etapa:
    • Abrir o programa de ajuste
    • Preencher os parâmetros
    • Clicar no botão Exportar para gerar o arquivo CSV
    • Selecionar a pasta onde o arquivo será gerado
  • Segunda etapa:
    • No Windows, localizar o arquivo gerado
    • Abrir o arquivo CSV no Excel (ou programa similar)
    • Editar a coluna que contém a informação que será ajustada
    • Não mudar a ordem das colunas nem excluir as demais colunas
    • É permitido adicionar outras colunas na planilha, desde que elas fiquem após as colunas existentes
  • Terceira etapa:
    • Abrir novamente o programa de ajuste
    • Clicar no botão Importar
    • Selecionar o arquivo CSV editado
    • Preencher os parâmetros solicitados
    • Clicar em Processar
  • Informações adicionais:
    • Os facilitadores irão ajustar os dados da empresa ativa que estiver informada no sistema, portanto, é importante ter a certeza que os arquivo pertençam a empresa correta.
    • Não excluir nenhuma coluna do arquivo CSV gerado
    • Não alterar a ordem das colunas do arquivo CSV gerado
    • Atenção ao informar os parâmetros solicitados

Facilitador para ajuste do estoque contábil

  • Módulos > Integração > Sped - Ajuste de estoque contábil pelo estoque físico
  • Essa tela irá fazer um ajuste do estoque contábil de acordo com as informações do estoque físico. Ou seja, se nenhuma informação for editada, ao final do processo, o estoque contábil será igual ao estoque físico da empresa.
  • O ajuste será feito através de notas fiscais de entrada e saída na empresa selecionada. As notas serão geradas com o Tipo/Série: SPED - Formulário para ajuste de estoque
  • Dados da tela de exportação:
    • Data de apuração do estoque: é a data que será considerada para apuração do estoque físico
    • Tipos de itens que serão considerados (00, 01, 02, 04 e 10)
  • Dados da tela de importação:
    • Data do documento: é a data que será utilizada para gerar as notas fiscais de entrada e saída
    • Empresa: indica a empresa onde as notas serão geradas
    • Conta: indica a conta (fornecedor/cliente) das notas fiscais geradas.

Facilitador para ajuste do custo contábil

  • Módulos > Integração > Sped - Ajuste de custo contábil
  • Essa tela irá fazer um ajuste do custo contábil, através da última entrada do produto ou através da média das entradas dentro do período informado.
  • O ajuste será feito através da lista de preços de custo contábil, informada no cadastro da Empresa.
  • Dados da tela de exportação:
    • Período de apuração: é o período utilizado para apurar o preço médio das entradas de cada produto
    • Apuração: indica se o critério de apuração será através da média das entradas dentro do período ou se será considerada a última entrada do produto
    • Considerar: indica os impostos que serão considerados na formação do preço de custo contábil