17 Erros que não podem ser cometidos como consultor

1 – Chega atrasado no cliente

Não respeita horário, sempre tem um culpado para seus atrasos: uma hora é o trânsito, já adoeceu a familia inteira e matou uns 10 parentes. Alguns inclusive já morreram mais de uma vez…

2 – Se veste inapropriadamente

Vai vestido estilo “muleke”, a cara parecendo um mostruário de piercing e outros artefatos da moda..nada contra mas atente-se a cultura do cliente que você está visitando, para não perder a credibilidade.

3 – Nunca sabe o nome de ninguém, nem o cargo

Chama todo mundo de “ô, psiu”, não valoriza um contato mais pessoal com o cliente.

4 – Fala gírias com todo mundo

“É nóis, tá ligado!” e por aí vai: se dá pra fazer isso? “é sussa (tradução: sossegado)”!

5 – Fala tecniquês. embromation

O cliente pergunta o porque a pendência ainda não foi resolvida. O consultor faz questão de utilizar termos tecnicos deixando o cliente com cara de paisagem, e obviamente sabendo que foi enrolado. E se o cliente insistir, reponde com cara de indignação e tom de “cara, que pergunta idiota”.

6 – Seca a mulherada(ou a rapaziada), se acha o tal

Não respeita as pessoas no cliente, fica flertando com a mulherada sem o mínimo pudor, se achando o tal.

7 – Está sempre por fora do assunto

O consultor sabe pelo cliente que houve alteração no sistema, lançamento de nova versão, novas funcionalidades, etc…

8 – Não retorna ligações e recados

Deixar recado pra ele é pura perda de tempo, não faz a mínima questão de manter sua reputação perante o cliente. O cliente então já nem liga mais pra ele, liga para o chefe dele para que repasse o recado.

9 – Não cumpre prazos de entrega

O prazo dado pelo consultor ao cliente é sem análise alguma, puro chutômetro, desconsiderando outros projetos em paralelo. o resultado é esse: prazo pra inglês ver.

10 – Não se toca, é desligado

Se intromete em conversa alheia, brinca fora de hora, fala alto incomodando outros além de falar demais durante o trabalho. Utiliza equipamento dos outros sem pedir permissão antes, e por aí vai.

11 – Abusa dos recursos do cliente

Abusa da internet disponibilizada pelo cliente, impressora para coisas particulares, distribui o telefone do cliente pra “galera” ficar ligando e batendo papo. E com a maior cara de pau, utiliza o tempo no cliente para resolver problema de outro cliente…e acha que ninguém está vendo.

12 – Tudo dá pra fazer, ele é o cara!

Assume compromisso com o cliente sem levar em conta o cronograma do e nem se essa mudança está contemplada no projeto, causando um sério prejuizo para a consultoria, tanto financeiro quanto de imagem, além da insatisfação para o cliente.

13 – Reclama de sua consultoria com o cliente

A consultoria dele tem milhares de problemas (atraso de salário, ambiente de trabalho ruim, carga excessiva de trabalho, etc), e o consultor fica choramingando com o cliente, como se isso fosse problema dele.

14 – Vive repassando o problema

O cliente cobra o consultor de uma determinada pendência e ele diz: “Ah, isso já passei faz tempo para o pessoal lá na consultoria!”, ainda diz com tom de quem não tem mais nada a ver com o assunto, esquece que ele é a empresa no cliente…

15 – Muito brincalhão

Tem sempre uma piadinha pra tudo. Acaba não sendo mais levado à sério pelo cliente…

16 – “Maria vai com as outras”

Os funcionários do cliente brincam durante o expediente e o consultor vai na onda deles, esquece que dele se espera muito mais dele pois está ali por um tempo programado, e geralmente caro.

17 – Espertão, gosta de fazer média

Assume problemas “por fora” com o cliente, com o intuito de fazer média: “Olha, vou fazer porque é pra você hein, não fala com o pessoal da consultoria não, senão tô ferrado!”. Mais cedo ou mais tarde essa esperteza vem à tona, então adivinha o que acontece depois…